07
Mar
09

É por isso que simpatizo com o punk.

“Você acha que somos burros deliberadamente? Não temos pretensões em fazer arte. Nossa meta é escrever canções simples para a garotada toda se divertir. Nós somos anti-arte. O nosso negócio é divertir. Não queremos ficar a experimentar, tentando inovar. É assim que os fãs gostam de nós”

– Michael Bradley, baixista da mítica banda punk norte-irlandesa The Undertones referindo-se à postura irreverente e “no rules” da banda que era apanágio, então, do vibrante som da época. Influenciados por uns The Jam, Buzzcocks ou SexPistols e inebriados por uma idílica anarquia no ar estes tipos simbolizam tudo o que o punk foi desde a glória extasiada até à decadência fadada. Música pela música, diversão pela diversão, DIY para sobreviver. Foram momentos encalhados num tempo que não volta atrás mas que teimosamente muitas bandas parecem não querer entender. Não sou anti-arte (antes pelo contrário), o meu negócio não é só divertir-me, suspeito até que não seja grande amante do canções simples – salvo algumas excepções – mas alguém tem de as fazer. Foi o meu elogio a um estilo que ainda não morreu.


0 Responses to “É por isso que simpatizo com o punk.”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Blog Stats

  • 47,723 hits
Março 2009
M T W T F S S
« Jul   Abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

%d bloggers like this: